Raquel Glezer recebe título de professora emérita da FFLCH, no dia 18 de maio

A docente será a 59ª pessoa a receber esta homenagem pela Faculdade
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Eventos
Institucional
Notícias





No dia 18 de maio, sexta-feira, às 14h, será realizada a cerimônia de outorga do título de professora emérita a Raquel Glezer, do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, no Salão Nobre do prédio da Administração da Faculdade.

A docente possui graduação em História, especialização em Metodologia da História e doutorado em História Social, todos pela USP. As suas pesquisas têm ênfase em Teoria e Filosofia da História, atuando principalmente nos seguintes temas: historiografia brasileira, ensino de história, história da cidade de São Paulo, história do Brasil e urbanização.
 

Raquel Glezer
A docente Raquel Glezer é aposentada desde 2014, mas continua atuando como professora sênior na Faculdade, orientando no momento duas dissertações de mestrado e seis teses de doutorado - Foto: Divulgação


Durante sua carreira acadêmica, Raquel teve cerca de 40 livros e capítulos de livros publicados. Ela orientou 35 dissertações de mestrado e 35 teses de doutorado, além das supervisões de pós-doutorado, de iniciação científica e de outra natureza.

Na área administrativa, foi chefe do Departamento de História, de 1992-96; diretora do Museu Paulista, de 1999-2003; e atuou como vice-diretora do Parque de Ciência e Tecnologia (CienTec), órgão vinculado à Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP, de 2004-2011.
 
Fora da USP, Raquel dedicou-se também a ser professora de História Geral e do Brasil em escolas públicas do Estado de São Paulo, entre 1968 e 1978; e assessora da Divisão do Arquivo do Estado da Secretaria Estadual da Cultura de São Paulo, de 1981-1982.

Professora sênior

Raquel é aposentada desde 2014, mas continua atuando como professora sênior na Faculdade, orientando no momento duas dissertações de mestrado e seis teses de doutorado.

Atualmente, ela também desenvolve projetos de pesquisa sobre: Estudos de História e Historiografia paulista, São Paulo cosmopolita – século XX e XXI; História e identidade em São Paulo: a criação de uma identidade de inclusão e a produção historiográfica paulista – século XVIII-XXI; Estudos sobre o tempo; Urbanização brasileira, Urbanização em São Paulo; Análise de produção cultural brasileira; História do Brasil: documentação e historiografia.

Professores de destaque

O título de professor emérito é uma distinção concedida, segundo o artigo 93 do Estatuto da USP, a professores aposentados que se destacaram por atividades didáticas e de pesquisa ou contribuíram, de modo notável, para o progresso da Universidade.

A concessão pode ser feita pela Universidade e por suas Unidades e depende de aprovação de dois terços, respectivamente, dos componentes do Conselho Universitário ou das Congregações. No caso das Unidades de Ensino e Pesquisa, a indicação dos nomes é feita pelo Departamento ao qual o docente é vinculado.
 
Essa concessão foi aprovada na FFLCH em reunião da Congregação, realizada em 1º de junho de 2017. Na ocasião, além de Raquel, foi aprovada a concessão de título de professor emérito a Diana Luz Pessoa de Barros (que recebeu a distinção em 17 de agosto), José Jobson de Andrade Arruda (cujo título foi entregue no dia 20 de setembro); Marilena de Souza Chaui (a homenagem foi recebida no dia 13 de dezembro); Eva Blay; e José Reginaldo Prandi.

A sessão solene de concessão do título de professora emérita a Raquel Glezer acontecerá no dia 18 de maio, será, sexta-feira, às 14h, no Salão Nobre do prédio da Administração da Faculdade, localizado na Rua do Lago, 717 – Cidade Universitária, São Paulo.

A cerimônia terá transmissão ao vivo pelo canal da FFLCH no Youtube.

Mais informações pelo e-mail: academica.fflch@usp.br ou pelo telefone: (11) 3091-4759.