FFLCH matricula seus novos alunos

As matrículas foram realizadas no prédio de Geografia e História, no qual também haviam 20 estandes para os novos alunos conhecerem os serviços da Unidade


------

Por Eliete Viana


A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP realizou a matrícula presencial dos candidatos aprovados na primeira e segunda chamada do vestibular da Fuvest nos seus cinco cursos de graduação – Ciências Sociais, Filosofia, Geografia, História e Letras – nos dias 13 e 14 de fevereiro, segunda e terça-feira. 

Alegria por ter entrado na USP, alívio após anos de estudos e ansiedade para as aulas começarem são alguns dos sentimentos expressos pelos calouros. As expectativas desses novos alunos em relação aos cursos são muitas: ter muita leitura, adquirir bastante conhecimento e fazer pesquisas; se aprimorar em uma língua estrangeira para realizar intercâmbio acadêmico e lecionar depois; ter uma troca de aprendizado e experiências, aproveitando ao máximo tudo o que a universidade oferece.

Alguns calouros foram aprovados no seu primeiro vestibular, outros após mais de uma tentativa, enquanto que uma parte já tem pós-graduação concluída pela própria FFLCH ou em andamento em outras unidades da USP.

Para dar as boas-vindas aos novos alunos, além dos veteranos dos cursos e a equipe da graduação, também estavam presentes os funcionários de outros setores e os professores da Faculdade. Neste ano, a FFLCH organizou no prédio de Geografia e História, onde foram realizadas as matrículas, uma infraestrutura com 20 estandes para os novos alunos conhecerem os serviços da Unidade.

 

 

Mais informação

Nesses estandes foram apresentados mais detalhes sobre os cinco cursos, os grupos e núcleos de pesquisa; as atividades da área de cultura e extensão; os laboratórios; a Biblioteca Florestan Fernandes; os pré-requisitos para os estágios e os intercâmbios; a Editora da USP (Edusp) e a Humanitas; os Centros Acadêmicos e a Atlética.

Entre as atividades mostradas estão as do Serviço de Cultura e Extensão Universitária (SCE) da Unidade, que em sua maioria são gratuitas. “A presença do serviço no local foi importante para a divulgação dos nossos cursos, do site e das redes sociais, além de possibilitar que os calouros e os familiares fizessem inscrição nos cursos que estão com vagas abertas na hora”, destaca o chefe do SCE, Danilo Ferreira Camargo.

No primeiro dia da matrícula, a diretora da FFLCH, Maria Arminda do Nascimento Arruda, esteve no prédio de Geografia e História para falar com os novos alunos e os familiares que os acompanhavam. Na ocasião, Maria Arminda disse que tem muito orgulho de ter sido aluna de graduação e de pós-graduação da Faculdade, na qual se tornou depois docente de Sociologia.

Ela destacou alguns números da Faculdade, como o fato de ter mais de 13 mil estudantes, as habilitações dos cursos de graduação, os 26 programas de pesquisa na pós-graduação; a maior biblioteca universitária do Brasil; 11 departamentos, 21 laboratórios, 3 cátedras e 5 prédios.

A diretora ressaltou que os professores da FFLCH estão preocupados não só com a formação acadêmica dos alunos, mas também em formar cidadãos conscientes para terem uma perspectiva crítica sobre os problemas que acontecem e propor soluções. “A marca da Faculdade é a diversidade, representando o microcosmo do mundo, com tradição de se envolver no debate público, que é o nosso papel”. A dirigente também aproveitou para avisar que sua gestão está aberta ao diálogo. “Estamos de portas abertas para ouvir tanto os alunos quanto os pais”.

 

Confira mais fotos na galeria abaixo:

Calourada 2017

Fotos: Cecília Bastos - Jornal da USP / Carlos Roberto Xavier  - Comunicação Social FFLCH-USP