Faculdade recebe visita de nova titular da Cátedra José Bonifácio

(Da esq. p/dir) Gerson Damiani, Maria Cecilia Loschiavo dos Santos, Paulo Martins, Beatriz Paredes Rangel e Maria Arminda do Nascimento Arruda (Foto: Renan Braz / SCS-FFLCH)

 

-----
Por Eliete Viana

No dia 26 de abril, a diretora e o vice-diretor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, respectivamente, Maria Arminda do Nascimento Arruda e Paulo Martins, receberam a visita da diplomata mexicana Beatriz Paredes Rangel que, em março deste ano, assumiu como nova titular da Cátedra José Bonifácio.

A Cátedra José Bonifácio é uma iniciativa do Centro Ibero-Americano (Ciba), núcleo ligado à Pró-Reitoria de Pesquisa e ao Instituto de Relações Internacionais (IRI), que convida uma personalidade do mundo ibero-americano para ministrar atividades acadêmicas na Universidade durante um ano letivo. “Os povos originários da América Latina: história e atualidade” foi o tema escolhido pela nova catedrática para o programa de investigação que desenvolverá ao longo de 2017 na USP.

No encontro, Beatriz e a direção conversaram sobre as atividades acadêmicas que ela desenvolverá na Cátedra e as várias pesquisas desenvolvidas pela FFLCH sobre o mundo ibero-americano. Atualmente, os principais centros da Unidade relacionados ao assunto são: o Centro de Estudos de Demografia Histórica da América Latina (CEDHAL), o Centro de Estudos Mesoamericanos e Andinos (CEMA) e o Centro Ángel Rama.

E, a diplomata mexicana propôs a realização de uma exposição sobre os códices mexicanos, que são livros confeccionados pelos povos indígenas da Mesoamérica nos períodos pré-hispânico e colonial. A direção da FFLCH aceitou a ideia e será a responsável pela execução do projeto. Alguns documentos expostos serão emprestados do acervo particular de Beatriz e outros da própria Faculdade. Durante a conversa, os presentes também falaram sobre sociologia, pois, assim como a diretora da Faculdade, Beatriz também é socióloga – formada pela Universidad Nacional Autónoma de México (Unam).
 
A nova titular da Cátedra também foi embaixadora do México no Brasil de 2012 a janeiro de 2017. Beatriz presidiu o Congresso da União, a Câmara de Deputados e o Senado da República do México. Foi presidenta do Parlamento Latino-Americano e embaixadora do México em Cuba. No Governo Federal mexicano, foi vice-ministra no Ministério de Governação em três ocasiões e vice-ministra da Reforma Agrária. Em seu estado natal, Tlaxcala, foi governadora, sendo a segunda mulher a ocupar esse posto no país. É militante da Confederação Nacional Campesina e do Partido Revolucionário Institucional, dos quais também foi presidente.

Também participaram do encontro o secretário-executivo do Centro Ibero-americano, Gerson Damiani, e a professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), Maria Cecilia Loschiavo dos Santos.