Representantes do Consulado-Geral do México conhecem biblioteca da FFLCH e da PRCEU

(Da esq. p/dir) Luis Gerardo Hernandéz Madrigal, Maria Arminda do Nascimento Arruda, Charles Campos, Maria das Graças dos Santos e Margarita Pérez Villaseñor

-----
Por Eliete Viana

A diretora da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Maria Arminda do Nascimento Arruda, recebeu na segunda-feira, dia 8 de maio, os representantes do Consulado-Geral do México em São Paulo: a cônsul-geral, Margarita Pérez Villaseñor, e o cônsul-geral adjunto, Luis Gerardo Hernandéz Madrigal, dando continuidade ao encontro realizado em abril.

Nesta ocasião, os representantes do Consulado conheceram a Biblioteca Florestan Fernandes da FFLCH e à Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) da USP.

Na biblioteca da Faculdade, recepcionados pela diretora Maria das Graças dos Santos e pelo funcionário do Serviço de Atendimento ao Usuário, Charles Campos, viram a exposição sobre “Carlos IV”, do Consulado Geral da República Tcheca, localizada no saguão e que ficará aberta ao público até o dia 30 de maio. E, também, conheceram as instalações do acervo, no 1º e 2º andar, as salas de estudos e a das teses e dissertações.

Esta biblioteca concentra uma diversificada coleção de obras e possui o maior acervo de materiais bibliográficos da USP, destacando-se no cenário nacional como um centro de informação especializado nas áreas de Humanidades e Ciências Sociais.

Brasiliana

A segunda parada foi na Brasiliana. Neste órgão da PRCEU, a cônsul-geral e o cônsul-geral adjunto visitaram a exposição "As bibliotecas de Maria Bonomi", em cartaz até o dia 26 de maio, e puderam conhecer os laboratórios de restauração e conservação dos livros, os quais só podem ser visitados com monitoria, que foi feita pelo responsável técnico da biblioteca, Rodrigo Garcia.

A próxima visita deles à FFLCH será no dia 23 de maio, às 17h30, no saguão dos novos auditórios do prédio de Geografia e História, por ocasião da abertura da exposição “Códices mexicanos: imagens, escritura e debate”, que conta com o apoio do Consulado-Geral do México em São Paulo.