Diretora destaca a importância do diálogo nos 6 meses de gestão

30/05/2017

A atual direção da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, formada pela diretora Maria Arminda do Nascimento Arruda e pelo vice-diretor Paulo Martins, completou seis meses de gestão.

Em vídeo, a diretora destacou a importância da transparência, do diálogo entre a comunidade, a USP e a sociedade em geral, e os compromissos da gestão.

“A primeira coisa que me parece central, além dessa busca de transparência e de contato com toda a comunidade – o contato que é, na verdade, o dever de cada pessoa que ocupa cargo público –, é o compromisso de zelar pela instituição e buscar aperfeiçoá-la. (...) E o compromisso público de realocar o lugar da Faculdade de Filosofia no concerto da Universidade de São Paulo e também no concerto do país”.

Maria Arminda ressaltou que a força da instituição sempre derivou do fato de ser ligada aos debates da agenda social, política e pública. E, citou algumas iniciativas realizadas, como o tratamento dos espaços físicos, a Comissão de Direitos Humanos e a Comissão Temporária das Atividades Técnico-Administrativas (CTAT), priorizando uma visão aberta de Faculdade. “Muita coisa já foi feita. Há muito o que fazer. Mas isso só pode ser feito se tivermos a participação de todos”.

Assista, a seguir, à integra do vídeo: