Palestras discutirão a colonização e imperialismo francês na América e África

O professor Marc Pavé, do Centre national de la recherche scientifique e associado à FFLCH-USP, abordará o assunto durante o mês de agosto 
 
09/08/2017
Por Paulo Andrade
 
Em agosto, a FFLCH-USP estará discutindo a presença francesa na América e na África durante a colonização nos séculos XVII e XVIII, e da expansão imperialista do final do século XIX até os dias atuais.
 
Uma série de três palestras intituladas "A experiência imperial francesa na América e na África" serão ministradas pelo professor francês Marc Pavé, pesquisador associado ao Centre national de la recherche scientifique (CNRS), na Guiana Francesa, e integrante do Observatoire Hommes Milieux "Oyapock". 
 
O professor, que também leciona a disciplina de História do Direito, na Universidade da Guiana, em Caiena, explica que tanto a colonização francesa quanto a portuguesa nas Américas foram colonizações de guerra e, por isso e a outras semelhanças, é possível traçar alguns paralelos e fazer correlações que interessam a nós brasileiros. 
 
No primeiro encontro, que acontece no dia 10/08, o tema central será “A colonização francesa na Guiana (séculos XVII-XXI)”. Segundo o professor, no encontro ele mostrará como a França, sendo um rival histórico do Reino Unido, instalou seu projeto colonial em regiões americanas (em especial naquelas sem a presença portuguesa e espanhola) e estendeu sua presença até os dias atuais. 
 
A segunda palestra, dia 17/08, será sobre “História da marinha francesa (1761-1815)”, que abordará como a França conseguiu desenvolver uma política colonial mundial sem entrar em grandes conflitos marítimos com outras potências navais, em especial a Inglaterra, durante os anos antes e depois da Revolução Francesa até à época napoleônica, onde houve algumas crises na marinha francesa. 
 
A última palestra, no dia 24/08, falará sobre “A colonização francesa na África (1871-1962)”, que trata do período de expansão imperialista francesa na África que, segundo professor Pavé, foi um processo muito rápido, inserido dentro do contexto imperial europeu, e com diferenças importantes em relação à colonização realizada nas Américas nos séculos anteriores.
 
A organização das palestras é da Cátedra Jaime Cortesão (CJC USP) e do Laboratório de Estudos de Cartografia Histórica (LECH USP), do qual Marc Pavé é professor visitante com dotação da Cátedra Franco Brasileira.
 
As palestras serão proferidas em português e acontecerão sempre das 16 às 17h30, na Cátedra Jaime Cortesão, na FFLCH-USP, Av. Prof. Lineu Prestes, 338 - Cidade Universitária, São Paulo. A entrada é gratuita e não há necessidade de inscrições.
 
Mais informações: (11) 3091-2101/ 1511 e e-mail cjc@usp.br