Marilena Chaui recebe título de professora emérita da FFLCH USP

A sessão solene de concessão será realizada no dia 13 de dezembro, quarta-feira, às 14h, na Sala do Conselho Universitário da USP, no térreo do prédio da Reitoria
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Institucional
Notícias

 


 

Perfil da professora Marilena Chaui que está com blusa vermelha
A docente será a 58ª pessoa a receber esta homenagem pela Unidade (Imagem: Divulgação)

No próximo dia 13 de dezembro, às 14h, a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP outorga o título de professora emérita a Marilena de Souza Chaui, em sessão solene que será realizada na Sala do Conselho Universitário da USP, no térreo do prédio da Reitoria.

Marilena fez toda a sua formação acadêmica na FFLCH-USP. Ela possui graduação em Filosofia, especialização em Licenciatura, mestrado e doutorado em Filosofia.

Ingressou como professora do Departamento de Filosofia da Faculdade no ano de 1967, tornando-se titular em 1986 e aposentou-se em
2011, porém continua como professora sênior na Unidade.

Atua na linha de pesquisa História da Filosofia Moderna, principalmente nos seguintes temas: imanência, liberdade, necessidade, servidão, beatitude e paixão; e tem duas pesquisas em desenvolvimento: Liberdade e necessidade na ética de Espinosa e A elaboração espinosana de uma ciência dos afetos (ruptura com a tradição da contingência e afirmação da necessidade).

Cargos Públicos

Além das atividades desenvolvidas em sala de aula ou nas pesquisas, a docente também exerceu cargos administrativos na USP. Ela foi chefe do Departamento de Filosofia de 1983-1985, tendo sido interina no cargo em 1973.

A professora foi representante da Congregação da FFLCH no Conselho Universitário da USP, de 1984-1986, e representante dos professores titulares na Congregação da FFLCH, de 1993-1995.

Fora da Universidade, Marilena foi secretária Municipal da Cultura de São Paulo, no período de 1989-1992.


Prêmios

A professora têm cerca de 40 livros publicados. Entre eles, A Nervura do Real II, A Nervura do Real e Convite para Filosofia que lhe renderam respectivamente, o Prêmio Jabuti de 2017, 2000 e 1994.

Pela obra A Nervura do Real, a docente também foi contemplada com outras distinções: Prêmio Multicultural Estadão de 2000 – também dado por sua obra cultural e filosófica – e com o Prêmio Sérgio Buarque de Holanda de 1999. O livro Cultura e Democracia: O discurso competente e outras falas ganhou o prêmio de melhor livro brasileiro de não ficção da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) de 1981.

Ela recebeu quatro títulos de Doutor Honoris Causa pelas seguintes instituições: Universidade Federal de Sergipe, Brasil; Université Paris VIII, França; e por duas da Argentina: Universidad Nacional de San Juan e Universidad Nacional de Córdoba.

E foi agraciada com a Medalha do Ministério da Educação e Cultura da Síria e com a Medalha da Ordem de Palmas Acadêmicas da França.

Distinção concedida

O título de professor emérito é uma distinção concedida, segundo o artigo 93 do Estatuto da USP, a professores aposentados que se destacaram por atividades didáticas e de pesquisa ou contribuíram, de modo notável, para o progresso da Universidade.

A concessão pode ser feita pela Universidade e por suas Unidades e depende de aprovação de dois terços, respectivamente, dos componentes do Conselho Universitário ou das Congregações. No caso das Unidades de Ensino e Pesquisa, a indicação dos nomes é feita pelo Departamento ao qual o docente é vinculado.
 
Essa outorga foi aprovada na FFLCH em reunião da Congregação, realizada em 1º de junho. Na ocasião, além de Marilena, foram aprovados os títulos de emérito para Diana Luz Pessoa de Barros (que recebeu a distinção em cerimônia realizada no dia 17 de agosto), José Jobson de Andrade Arruda (cujo título foi entregue no dia 20 de setembro); Eva Blay; José Reginaldo Prandi; e Raquel Glezer.

A sessão solene de concessão do título de professora emérita a Marilena de Souza Chaui será realizada no dia 13 de dezembro, quarta-feira, às 14h, n
a Sala do Conselho Universitário da USP, no térreo do prédio da Reitoria, localizado na Rua da Reitoria, 374 – Cidade Universitária, São Paulo.

Mais informações por e-mail: comunicacaofflch@usp.br ou por telefone: (11) 3091-4938.

A cerimônia terá transmissão ao vivo pelo canal da FFLCH no Youtube.