Cátedra de Estudos Irlandeses e ABEI realizam evento sobre trauma cultural

O evento vai discutir os resultados do projeto de pesquisa internacional SPeCTReSS, que tem três anos de colaboração conjunta entre nove universidades, e também conta com uma mostra no Cinusp
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Eventos
Notícias

 

 

rethinking cultural trauma from transnational perspectives

Começa nesta terça-feira, dia 22, e vai até dia 25 de agosto, o evento Social Performances of Cultural Trauma and the Rebuilding of Solid Sovereignties (SPeCTReSS)e o XII Simpósio de Estudos Irlandeses na América do Sul, com o tema Rethinking Cultural Trauma from Transnational Perspectives.

A organização é da Cátedra de Estudos Irlandeses W.B. Yeats da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP e da Associação Brasileira de Estudos Irlandeses (ABEI), com apoio da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani).

O objetivo é discutir os resultados do projeto de pesquisa internacional SPeCTReSS sobre trauma cultural, que tem três anos de colaboração conjunta entre nove universidades: USP, Trinity College Dublin (Irlanda), Rurh-Universität, Bochum (Alemanha), Jagiellonian University (Polônia), University of Tartu (Estônia), Zagreb University (Croácia), Jawaharlal Nehru University (Índia), Yale University (Estados Unidos) e University of Tokyo (Japão).

Nos dias 22 e 23 de agosto, o evento será transmitido pelo link do IPTV.

Clique aqui para conferir a programação e os locais da realização do evento.

Filmes e debates


 

Em paralelo, está em exibição no Cinema da USP Paulo Emílio (Cinusp), desde 14 de agosto até o dia 25 deste mês, a mostra Trauma Cultural na Irlanda e no Brasil.

Fruto de uma parceria com o Irish Film Institute, a Cátedra e a ABEI, esta mostra apresenta filmes e debates que exploram diferentes momentos históricos desses países.

O trauma cultural ocorre quando membros de um grande grupo, ou mesmo de uma nação inteira, vivenciam eventos que deixam marcas permanentes em suas memórias e em sua consciência coletiva, alterando e reconstruindo sua identidade.

Entre os filmes que abordam a Irlanda, pode-se destacar 1916: The Irish Rebellion (2016), narrado pelo ator irlandês Liam Neeson.

A exibição deste filme será no dia 24 de agosto, quinta-feira. Em seguida, haverá debate com a professora da Universidade de Notre Dame e produtora do filme, Bríona Nic Dhiarmada; e da professora do Departamento de Letras Modernas da FFLCH, Laura Patrícia Zuntini de Izarra, e coordenada da Cátedra de Estudos Irlandeses.

Sobre o Brasil, um dos destaques é Cabra Marcado Para Morrer (1984), de Eduardo Coutinho (1933-2014), o qual aborda a luta no campo durante o período militar.

A programação da mostra pode ser consultada no site do Cinusp.

Todas as exibições dos filmes e os debates serão realizados na sala do Cinusp na Cidade Universitária, localizada na Rua do Anfiteatro, 181, Colmeia, Favo 4.