Pierre Dardot, Christian Laval e Antonio Negri debatem a crise da globalização em seminário da FFLCH

Com docentes da USP, os convidados internacionais participam do terceiro módulo do seminário As Razões do Agir 
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Institucional

 

Nos dias 2, 4 e 5 de outubro, respectivamente, segunda, quarta e quinta-feira, às 18h, será realizado o terceiro módulo do seminário internacional As Razões do Agir: universidade e sociedade na crise da globalização

O objetivo deste seminário, realizado em três módulos, é ampliar a contribuição da Universidade na discussão e busca de propostas para os temas mais sensíveis da agenda pública nacional e internacional.

A temática deste último módulo é Tempos tormentosos: A crise da globalização entre dilemas e potencialidades, que “debaterá as diferentes dimensões econômicas, políticas e culturais da crise que tem desafiado as sociedades nacionais e tensionado as instituições democráticas desde 2008”, explica o chefe do Departamento de Sociologia da FFLCH, Ruy Braga, e coordenador do seminário.

Em todos os dias, a programação conta com convidados internacionais. No dia 2, o palestrante é o filósofo Pierre Dardot, professor da Universidade Paris Nanterre, França, que falará sobre as Contradições da crise da globalização

No dia 4, será a vez do sociólogo Christian Laval, também da Paris-Nanterre, abordar a Crise da globalização e novas resistências sociaisE, para finalizar, no dia 5, o seminário terá a participação do filósofo Antonio Negri, da Universidade de Paris-Sorbonne, França, para apresentar A crise da globalização e o primado do comum.

Os comentários serão de professores da USP: Leda Paulani, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA); Jorge de Almeida e Jean Tible, ambos da FFLCH USP.

A professora titular do Departamento de Sociologia da FFLCH, Maria Arminda do Nascimento Arruda, que é a responsável pela concepção e direção geral do seminário, e fará a abertura do evento, no dia 2, às 18h, destaca a importância da discussão do seminário.

“Os professores convidados analisarão as facetas mais salientes do problema, nas quais as expressões da crise manifestam-se com contundência sobre amplos contingentes da sociedade, reveladoras das profundas desigualdades e assimetrias que tipificam a atualidade. A perspectiva crítica subjacente suscita o abandono das concepções ingenuamente otimistas, convidando-nos a refletir sobre esses nossos tempos tormentosos, mas acena, finalmente, para futuras saídas”.

Para participar, não é necessário fazer inscrição. Mas, haverá emissão de certificado para as pessoas que registrarem presença em pelo menos dois dias do evento.

Os debates terão transmissão ao vivo pelo canal do Youtube da Faculdade.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones: (11) 3091-4938 / 4612 ou e-mailcomunicacaofflch@usp.br.

 
Serviço:
Seminário internacional As Razões do Agir: universidade e sociedade na crise da globalização, nos dias 2, 4 e 5 de outubro, às 18h.
Local: Casa de Cultura Japonesa, localizada na Av. Professor Lineu Prestes, 159 – Cidade Universitária, São Paulo.