Curso de extensão da FFLCH amplia olhar sobre a Turquia

Entre os objetivos do curso Língua e Cultura Turca está o aprendizado de um idioma novo, mas também os costumes, a história, a educação, a religião e a vida social. As matrículas estão abertas até 8 de fevereiro
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Notícias

 

 

anotações
Anotações da aluna Tatiana Fonseca sobre o curso de Cultura e Língua Turca - Foto: Arquivo Pessoal

Aprender uma língua diferente e conhecer os aspectos culturais – experimentando pratos típicos da culinária, como o izmir köftesi, tomar um şerbet e de sobremesa um baklava – fazem parte do conteúdo do curso de extensão Língua e Cultura Turca, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

As matrículas estão abertas até o dia 8 de fevereiro, ou enquanto houver vagas. Oferecido na FFLCH desde 2012, em cinco módulos, o curso tem como um dos objetivos o ensino da língua turca, que é falada por mais de 200 milhões de pessoas. Para um melhor aprendizado dos alunos, a gramática é apresentada de forma contextualizada, em aulas expositivas, com apresentação de vídeos e áudios e realização de dinâmicas de grupo. 

Como um dos objetivos é também apresentar a cultura turca – com os costumes, a história, a educação, a religião e a vida social, entre outros aspectos –, os alunos vivenciam um pouco destas questões na sala de aula durante refeições coletivas, trazidas pelos professores ou pelos próprios estudantes, ou participando de atividades extras fora da classe. 

Com uma média de 200 alunos inscritos nos cinco módulos, nos últimos três anos, um dos professores ministrantes do curso, Abdullah Boztaş, destaca que aumentou o interesse dos brasileiros pela Turquia ao longo dos anos.

Ele acredita que isso começou com a exibição da novela brasileira Salve Jorge, da TV Globo, transmitida de outubro de 2012 a maio de 2013 no Brasil, na qual parte da história era ambientada no país turco, e depois continuou com a apresentação de novelas turcas, na TV Band, a partir de março de 2015. Desde então, foram sete novelas exibidas. A primeira foi Mil e Uma Noites e a sétima é Minha Vida, ainda no ar neste mês de fevereiro.
 

mesa com comidas típicas
Comidas típicas da Turquia degustadas pelos alunos em sala de aula - Foto: Arquivo Pessoal


Além do interesse despertado pelos produtos audiovisuais relacionados à Turquia, o professor aponta que muitos estudantes da USP, principalmente da pós-graduação, querem aprender uma língua euroasiática, o que pode aumentar as chances de realizarem um intercâmbio acadêmico no país, por exemplo.

Professores nativos 

A aluna Tatiana Fonseca diz que o fato de não ser uma língua de origem latina e a falta de material didático disponível na língua portuguesa podem até ser desafios de estudar a língua turca. Mas, aponta que o curso tem diferenciais em relação a outros de idiomas feitos por ela.  “A possibilidade de estar em contato com a cultura da Turquia, apesar dos quase 11 mil km de distância”, e o “fato do curso ser ministrado por professores nativos”, destaca Tatiana, que é professora de Matemática e tanatopraxista.

aluna Tatiana Fonseca
Tatiana Fonseca durante a realização de um jantar turco em sua casa - Foto: Arquivo Pessoal

Tatiana, que neste primeiro semestre já vai fazer o quinto módulo, conta que iniciou o curso por causa de sua paixão pela cultura e culinária turca, a qual pode ser apreciada pelos colegas de classe através das comidas típicas que ela mesma prepara e traz em algumas aulas para degustarem ou em jantar oferecido na sua casa.  

Cada módulo tem carga horária de 20 horas. As aulas são realizadas durante a semana, em salas do Edifício Prof. Antonio Candido (prédio de Letras), na Av. Prof. Luciano Gualberto, 403 - Cidade Universitária, São Paulo. 

Para mais informações, como todos os horários e dias de realização, conteúdo e número de vagas, acesse a página do Serviço de Cultura e Extensão da FFLCH.

Matrículas 

O investimento para os cursos varia de acordo com a categoria. As matrículas são gratuitas para os docentes e funcionários da FFLCH. O valor para os interessados em geral é R$ 70,00; para os graduandos e pós-graduandos da FFLCH é R$ 63,00; e para os professores ativos da rede pública, maiores de 60 anos, monitores e estagiários da Faculdade é R$ 35,00. O pagamento deve ser feito à vista, mediante boleto bancário impresso no ato da matrícula.  

As matrículas devem ser feitas pessoalmente – com RG, CPF ou carteirinha USP e comprovante da categoria a que pertence – até 8 de março, ou enquanto houver vagas, das 9h às 16h45, no prédio da Diretoria e Administração da FFLCH, localizado na Rua do lago, 717, no Serviço de Cultura e Extensão Universitária, sala 126 – Cidade Universitária, São Paulo.

Mais informações pelo telefone: (11) 3091-4645 ou e-mail: agenda@usp.br.