FFLCH tem nova identidade visual

O manual de identidade visual foi apresentado na 375ª sessão ordinária da Congregação da Faculdade, realizada em 21 de março. A identidade visual foi reformulada pelo professor da ECA Heliodoro Bastos, mais conhecido como Dorinho Bastos
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Institucional
Notícias



Atualizado em 13/05/2019, às 17h15
 

modelo para os sites da FFLCH
Modelo de layout do site principal da Faculdade, que de acordo com a nova identidade visual deve ser aplicado nos demais sites - dos Departamentos, Centros, Núcleos, Setores Administrativos etc - com as mesmas cores, fonte e tipologia, com o intuito de estabelecer uma identidade e comunicação integrada dentro da FFLCH 


A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP está com uma nova identidade visual. Para orientar a utilização desta nova identidade, está disponível no site da Faculdade um manual com o logotipo, símbolo e outros modelos a serem aplicados nas diversas formas de comunicação – no site principal, na página dos Departamentos e dos setores administrativos ligados à Direção; nos ofícios, cartões de visita, banners de eventos, nas apresentações em PowerPoint.

Esta nova identidade faz parte dos projetos que a Direção vem implantando desde o início de sua gestão, em setembro de 2016, na estrutura física e na imagem institucional da Faculdade, como a restauração dos prédios – iniciadas no Edifício Eurípedes Simões de Paula (de Geografia e História) e no prédio da Diretoria e Administração – e as novas formas de otimizar os processos administrativos, entre eles a comunicação em geral, com o intuito de repensar o papel da Faculdade perante os desafios e as novas linguagens apresentadas na sociedade.

 

possibilidades de uso do logo e do símbolo da Faculdade
Aplicação em fundo colorido da nova identidade visual, que será usada somente em cartazes e panfletos 


Além disso, a nova apresentação integra as comemorações dos 85 anos de fundação da FFLCH, completados em 25 de janeiro junto com a USP, e que serão celebrados em diversos eventos no mês de setembro deste ano.

Para a reformulação da identidade visual, a Direção convidou o professor Heliodoro Teixeira Bastos Filho, mais conhecido como Dorinho Bastos, do curso de Publicidade e Propaganda da Escola de Comunicações e Artes (ECA). Dentro da Universidade, o docente já fez esse trabalho para a sua própria Unidade, para a Escola de Educação Física e Esporte (EEFE), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) e Sistema Integrado de Bibliotecas (SIBi)
. Atualmente, ele compõe uma comissão, criada pela Reitoria, que está estudando a marca USP.

O trabalho de Dorinho começou em março de 2018, quando ele fez as primeiras reuniões com a Assistência Administrativa e o Serviço de Comunicação Social. Na ocasião, conversaram sobre o símbolo e o logotipo da Faculdade, sua história e sua diversidade. Depois, foi enviado ao professor o material gráfico usado pelos Departamentos e setores da Unidade para análise de como a FFLCH estava se comunicando visualmente com os seus diversos públicos.

 

evolução do símbolo da Faculdade ao longo dos anos
Evolução do símbolo da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP ao longo dos anos


Em setembro de 2018, o docente apresentou a nova identidade visual, durante a 370ª sessão ordinária da Congregação, a qual foi aprovada pelos seus membros. E, na 375ª sessão, realizada no dia 21 de março deste ano, a direção apresentou a versão com o manual simplificado de identidade visual.

Comunicação com a sociedade

Pensar uma nova identidade visual para uma faculdade, mesmo quando ela tem 85 anos de história como a FFLCH, é prática comum, destaca Dorinho. “Alterar, simplificar, atualizar ou redesenhar a identidade de empresas, organizações e instituições, é prática comum. E necessária, para a otimizar a comunicação com a sociedade e colaborar na construção de uma imagem positiva, tão necessária atualmente”.

O professor lembra que, mesmo as imagens gráficas de universidades históricas, como algumas dos Estados Unidos e da Europa, são revistas com certos cuidados, cujas alterações podem ser observadas em uma rápida e simples pesquisa na internet. “Sempre mantendo os ícones originais, selos e brasões têm sido redesenhados e simplificados, principalmente a partir do surgimento dos meios digitais, onde a imagem passa a ter maior valor nos processos comunicacionais”, explica.

Dorinho também comenta sobre o desafio encontrado na FFLCH. “A necessidade era clara. Formada por tantos cursos, organizados em 11 departamentos, o livro, a ampulheta e a chama, elementos que desde a sua criação constituíam o símbolo da Faculdade, carecia de normas e layouts orientadores de uso”.

Movimento do tempo

Durante a apresentação do manual na sessão da Congregação, em março, a diretora da FFLCH, Maria Arminda do Nascimento Arruda, falou da importância da Faculdade ter uma comunicação única, um norte que a oriente. “A Faculdade resolveu não se separar e manter-se unida, então é preciso ter uma comunicação unificada”.

No manual, também há um texto de apresentação com comentários da diretora sobre a nova identidade visual, no qual ela aponta a necessidade de alteração da marca da FFLCH. “Não se estaria abandonando o legado de uma instituição que se consagrou como um centro de superior formação em Humanidades?”, questiona para depois responder que a identidade é “transitiva e submetida ao influxo do próprio tempo”.

 

novo logo FFLCH
“O traçado depurado da ampulheta, apresentado em formato menos icônico, que ora identificará a FFLCH, revela o vigor da instituição, presente tanto na referência ao passado herdado, quanto no impulso de repensar a cultura da nossa formação, atualmente submetida às profundas transformações sociais, que ressurgem no interior das universidades e alteram os seus papéis tradicionais. O novo estilo da Faculdade transpira o clima reinante, mas recusa o triunfo da pura moda; tampouco significa esquecimento. Contrariamente, traduz e marca a personalidade de uma instituição sempre aberta para o futuro, que se deixa impregnar do movimento do tempo” - comentário da diretora Maria Arminda sobre a nova apresentação do símbolo da Faculdade


Desde o dia 26 de março, a página inicial do site da Faculdade foi alterada em conjunto pelo Serviço de Comunicação Social (SCS) e pela Seção Técnica de Informática (STI), de acordo com a proposta do manual de identidade visual.

O manual de identidade visual da FFLCH está disponível na página da Comunicação Social da Faculdade (que pode ser acessada pela aba Institucional do site também), com instruções sobre como utilizar o logotipo, o símbolo, as cores, a tipografia, respeitando as regras para uso da marca. A maioria dos modelos gráficos estão prontos para serem usados, bastando abri-los. Porém, na papelaria não há o nome de todos os setores. Pois, como há um grande número deles na Faculdade, ter um modelo para cada um geraria uma lista enorme de arquivos na página.

Por isso, optou-se por disponibilizar seis modelos editáveis, um para cada edifício, com os endereços padronizados, os quais o público deve abrir e editar o arquivo, com o nome do setor/departamento e o número da sala no rodapé do documento. Além disso, r
ecomenda-se visitar a página com frequência, pois o manual poderá ser atualizado, de acordo com as necessidades institucionais.   

O vice-diretor da FFLCH, Paulo Martins, no dia da apresentação do manual na Congregação, ressaltou a importância de se respeitar as regras de utilização da nova identidade visual. “Talvez o mais importante de ressaltar é que os chefes de Departamentos e as chefias da parte administrativa tivessem um carinho especial na utilização e guardassem este manual, para que a gente consiga, pela primeira vez, manter essa Unidade, o que vai dar uma riqueza pra nós, é uma boa impressão”, frisou Martins.


Os Departamentos, Centros, Laboratórios e os setores administrativos da Faculdade deverão solicitar à STI a alteração de suas páginas, pelo e-mail: fflchsti@usp.br.

Dúvidas em geral sobre a identidade visual, com exceção da atualização das páginas do site, podem ser esclarecidas com o Serviço de Comunicação Social da FFLCH, pelo e-mail:
comunicacaofflch@usp.br.